Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Um novo cinema

Publicado: Terça, 30 de Junho de 2020, 12h32 | Última atualização em Terça, 30 de Junho de 2020, 12h32 | Acessos: 55
imagem sem descrição.

Ao longo do século XX a produção cinematográfica no Brasil passou por diversas fases, tanto do ponto de vista estético como político e mercadológico. A década de 1950 representou um marco e um ponto de inovação, em que novas linguagens começaram a ser usadas e temáticas diferentes foram introduzidas, assim como inovações tecnológicas.

O Cinema Novo, que marcou a cena nos anos 1950 e 1960, trouxe para as telas questões relacionadas a desigualdade na sociedade brasileira. Sob influência da conjuntura turbulenta do país e, principalmente, do cinema europeu que na época buscava uma linguagem e uma temática próprias, o cinema nacional se transformou. Considerado um cinema independente (realizado fora de grandes estúdios e produtoras), o Cinema Novo representou um marco na produção cinematográfica nacional, lançando grandes diretores, atores e atrizes, mostrando para o mundo as graves questões sociais que norteavam as discussões políticas no país.

Muitas polêmicas marcaram, no entendo, o cinema da época. Se os adeptos de um cinema mais engajado e de propostas mais ousadas do ponto de vista estético criticavam impiedosamente o cinema popular (como as chanchadas), cineastas à margem dessa dicotomia acusavam seus críticos de arrogância intelectual e intolerância.

Você sabe quem está retratado na presente imagem? Qual sua relação com a história do cinema brasileiro?

Comments powered by CComment

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página